Padrão

sol

VEJO O SOL SE ESCONDENDO
ATRÁS DE UMA NUVEM CINZA
PARECE SUJA, RANZINZA
OU QUE ESTÁ O DEFENDENDO.
SE PONDO, ELE VAI DESCENDO
PARA DEBAIXO DO MAR
PRA BEM CEDO LEVANTAR
TRAZENDO MUITA ALEGRIA
DESEJANDO UM BOM DIA
PARA QUEM VAI TRABALHAR.

JOÃO IGOR

Retornando ao Blog

Padrão

Eu não vou mais atrás do seu amor
sinto muito, dessa vez, eu nada fiz
você tem que enxergar o seu nariz
pra poder duvidar do meu amor.
Não espere que eu peça por favor
pra você, poder retornar pra mim
e lhe digo se esse for o fim
a culpada de tudo foi você
se afastastes de mim pra me perder
sem saber que doía tanto assim.

João Igor

Curtam, compartilhem, postem.

As batalhas da vida da cidade…

Padrão

Teve um poeta que disse:

Não parei de escrever por opção
foi apenas um simples afastamento
hoje estou, e aqui, nesse momento
o retorno registro com emoção.
O poeta carrega a munição
para a guerra da vida combater
enfrentando as batalhas sem perder
baleado e sem muita vaidade
as batalhas da vida da cidade
resisti com a vontade de vencer.

João Igor

Poeta, poeta!

Padrão

Eu prefiro falar que te adoro
e dizer – “tô sentindo sua falta”
e essa enorme distância que me mata
com esse seu fungadinho tão sonoro.
Sem você eu não vivo e já choro,
pois você me ensinou a te querer
e agora eu quero lhe dizer
sua voz já é minha inspiração
que alegra meu pobre coração
e me dá mais vontade de viver.

Versos Soltos

Padrão

Versos Soltos….

SAUDADE

Sinto grande solidão
no meu peito um vazio
quando a saudade bate
dá um grande arrepio
aumenta a temperatura
e me sobe um calafrio.

LIBERDADE

É tão bom se libertar
e poder agradecer
por estar muito feliz
que é melhor do que sofrer
descobrindo novas coisas
começando a reviver.

ERROS

Quem um dia nunca errou
já está vivendo errado
pois não se pode consertar
o que não está quebrado
tampouco dar o perdão
a quem não foi perdoado.

FALSIDADE

Como é interessante
a inveja e a maldade
que entra em nossa vida
disfarçada de amizade
para gerar a discórdia
e virando a falsidade.

João Igor

Cadeados que tracam uma vontade e a vontade querendo se soltar.

Padrão

O poeta voltou e já disse assim:

Muitas vezes acaba acontecendo
algo novo que nos faz refletir
e se for pra chorar ou pra sorrir
só se sabe se acabar vivendo.
Pouco a pouco e indo se conhecendo
sem ter pressa pra não atrapalhar
mesmo assim é preciso controlar
com respeito e muita maturidade,
cadeados que trancam uma vontade
e a vontade querendo se soltar.

João Igor

Dia dos namorados

Padrão

Namorados

Nesta data especial
só queria te dizer
que ter você ao meu lado
é uma honra e um prazer
não sabia o que era amor,
soube ao te conhecer.

Solteiros

Eu já tive um amor
que amei o tempo inteiro
não deu certo, acabou
não último nem o primeiro
mas hoje sou mais feliz
com a vida de solteiro.

Casados

Quando escolhi você
vi a sua lealdade
seu amor e seu carinho
trazem-me felicidade
e hoje estou contigo
pois te amo de verdade.

Enrolados

Ainda estou te conhecendo
mas seu sorriso sincero
me traz algo tão gostoso
e é isso que espero
por isso estou dizendo
que agora eu te quero.

Desenrolados

Eu não tenho compromisso
pois não quero preocupação
quero curtir minha vida
sem ter que dar satisfação
fazer o que eu quiser
sem dever explicação.

João Igor

A história de pepexinho

Padrão

Era uma vez um peixinho
que vivia a nadar
por todo o oceano
doidinho para encontrar
uma peixinha bonita
para poder namorar.

Seu nome era pepexinho
bem dourado e sorridente
nadava nas correntezas
pois era muito valente
só não tinha uma peixinha
como sua pretendente.

Pepexe era o seu pai
um peixe muito durão
queria que o pepexinho
arranjasse uma profissão
mandou ele estudar
pra não servir de ração.

Pepexinho aceitou
do seu pai, o bom pedido
na escola do cardume
foi muito bem recebido
começou as suas aulas
bastante comprometido.

Então todos concentrados
prestando muita atenção
eis que alguém bateu a porta
tirando a concentração
era uma peixinha novata
de parar o coração.

Pepexinho se encantou
logo quis a conhecer,
mas ainda não sabia
o que iria dizer
então ele usou o dom,
que tinha de escrever.

Fez uma linda canção
especialmente para ela
colocou seus sentimentos
igual romance de novela
lhe entregou um belo dia
em frente da casa dela.

Pepexinha recebeu
a letra improvisada
que contava uma história
de forma muito engraçada
que deixou a pepexinha
totalmente apaixonada.

Então eles começaram
um dia a namorar
estavam muito felizes
já queriam se casar
foi quando o pepexinho
precisou ir viajar.

Pepexinha ficou triste
pois seu grande amor partiu
sem ter data pra voltar
do oceano sumiu
era o mesmo comentário,
“ninguém sabe, ninguém viu”.

Aí o tempo passou
pepexinha o esqueçeu
nem tampouco se lembrava
dos momentos que viveu
pois pra ela pepexinho
foi um peixe que morreu.

Eis que um dia agitado
um grande redemoinho
assustou todos os peixes
que estavam no caminho
foi quando alguém notou
um ponto amarelinho.

Quando a agitação passou
todos pararam para olhar
quem era aquele peixe
que de girar e de rodar
tinha ficado tão tonto
ao ponto de desmaiar.

O peixe era pepexinho
que tinha então voltado
com uma cor bem clarinha
além de muito machucado
e uma pequena folhinha
com algo bem enrolado.

Ao saber dessa notícia
pepexinha relembrou
de tudo que eles viveram
e tudo que se passou
chorou e ficou feliz
pois pepexinho voltou.

Então ela se arrumou
e logo foi visitar
pepexinho em sua casa
pra ele se explicar
o motivo do sumisso
sem ao menos conversar.

Ao chegar, a pepexinha
viu seu grande amor deitado
quando ele olhou pra ela
ficou tão emocionado
que o seu coraçãozinho
palpitou acelerado.

Aí, ela perguntou
o que tinha acontecido
o motivo pelo qual
seu amor tinha sumido
e ele lhe respondeu
baixinho no seu ouvido.

“Minha querida peixinha
quando eu fui viajar
fui em busca de uma pérola
pois queria enfeitar
o seu anel de noivado
para a gente se casar.

Mas tive um imprevisto
quando estava procurando
veio um redemunho forte
e acabou me levando
não tive como escapar
só hoje estou voltando.

E ainda digo mais
só voltei por nosso amor
enfrentei mil correntezas
para não morrer de dor,
sem você a minha vida
não tem sentido nem cor.”

Pepexinha emocionada
lhe disse – “Eu lhe esperei,
pois sabia que virias
me iludi e me enganei
que bom que está comigo
é tudo que eu sonhei”.

No dia do casamento
pepexinho retirou
do seu bolso o embrulho
que muito tempo guardou
era o anel de pérola
que na viagem encontrou.

E disse:

”Minha linda pepexinha
esse anel que lhe entreguei
foi o único motivo
que de você me afastei,
pois você pra mim é tudo
e sempre eu te amei”.

FIM

Autor: João Igor Nunes Fonseca