Homenagem a Vó Rosália

Pra falar da querida Vó Rosália
Já começo da fibra de guerreira,
Trabalhar, cozinhar e fazer feira
Vestido colorido e sandália.
Gostava de juntar parafernália
E há quem queira abrir o petisqueiro
A vassoura que varre o seu terreiro
Lhe espera, tristonha, na latada
Sua rede no alpendre pendurada
Sente falta do voo derradeiro.

O fogão pede lenha pra queimar
E esquentar o fundo da caçarola
No seu rádio hoje escuto uma viola
Sem ter ela por perto pra escutar.
Tantas frases que posso me lembrar
“Vão brincar debaixo do imbuzeiro”,
“Botem água no balde do banheiro”,
“Metam os pés, se levantem tá de dia”,
E aquele semblante de alegria
Que trazia seu brilho verdadeiro.

Hoje ficou saudade e lembranças
Dos seus filhos, dos netos, dos bisnetos
E dos ensinamentos tão corretos
Que nos deu, ainda quando crianças.
Nossas vidas são cheias de mudanças
E a senhora já teve que partir
Aprendi que chorar e que sorrir,
São opostos pra o mesmo sentimento.
Foste embora e em nosso pensamento
Permaneces bem distante de ir.

João Igor 18.03.15

Anúncios

Um comentário sobre “Homenagem a Vó Rosália

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s